Musik

ouvir em streaming

escute aqui

Antropocósmico – lançado dia 10 de janeiro de 2020 (casoraro)

Nesse disco, flertei bastante com os sintetizadores que habitam o estúdio,
as maquininhas de beat e fui deixando a correnteza fluir com vontade de
dançar e tocar ao mesmo tempo.
Tive a beleza de amigos parceiros como Daniel Pinheiro, Vitor Fão,
Ricardo Braga e Beto Montag somando seus super poderes musicais nas faixas.
Na masterização contei com a magia analógica de Phil Moffa diretamente
do Brooklin – NY para finalizar as músicas do jeitinho que eu imaginava.
Para a capa do disco, tive o privilégio de contar com a direção de arte de
Oga Mendonça fazendo a capa dos dois singles e do encarte. Mercedes Tristão
organizando a mente me ajudando com os movimentos promocionais,
estruturais e lançamentos espaciais.
O nome do álbum foi inspirado no livro titulado “Ética da Solidariedade Antropocósmica”
de autoria de Olinto Pegoraro, meu tio professor de filosofia que faleceu em janeiro de 2019.
Ele sempre alimentou a anima reflexiva de nossa família em debates ricos de
questões éticas, mitológicas e revelou esse lindo nome para o trabalho.

músicas originais escritas, produzidas e mixadas por
Pipo Pegoraro no estúdio Casoraro (São Paulo)
Masterizado por Phil Moffa no Butcha Sounds Studio (NY)
Gravações adicionais por por Luis Alcaide no Industrial estúdio (Campinas)
Direção de Arte: Oga Mendonça
Assessoria: Mercedes Tristão 

bateria – Daniel Pinheiro
percussão – Ricardo Braga
trombone – Vitor Fão
vibrafone – Beto Montag
synths, beats, mpc, electric guitar, electric bass – Pipo Pegoraro

Consultorias musicais, conselhos e ouvidos:
Sergio Sampaio, Lourenço Rebetez, Pablo Casella e Maurício Fleury

Comando Estelar (single) – setembro de 2018 (casoraro)
produzido e mixado por Pipo Pegoraro @pipopegoraro
masterização por Grant Phabao @parisdjs
Arte da Capa por Tiago Judas @tiago_judas
texto sobre a faixa: Fabiano Alcântra @fabianoalcantara
mapa da música by Dani Ursogrande @atemsomdju

Mergulhar Mergulhei – lançado dia 18 de setembro de 2014 / YB music

Esse disco foi gravado praticamente ao vivo, vozes e outros
poucos elementos foram gravados após a gravação das bases instrumentais.
A atmosfera buscada para a construção de Mergulhar Mergulhei é baseada na
presença das escolhas criativas individuais que somadas as idéias iniciais do
repertório do disco, puderam fundir na criação e colaboração dos arranjos onde
o prisma da música instrumental é valorizado tanto quanto as vozes que dão
o “significado canção”. Resumindo é um disco instrumental com canção.

Direção artística de Romulo Fróes
produção de Pipo Pegoraro
gravado, mixado e masterizado por Cacá Lima
A&R Maurício Tagliari
Capa e arte do álbum por Victor Leguy
design para CD e vinyl por Marcelo Barros

músicos:
Cuca Ferreira – saxofone e flauta
Décio 7 – bateria
Fernando TRZ – sntetizadores, rhodes e hammond
Gustavo Cék – percussão
Lucas Cirillo – gaita
Pipo Pegoraro – guitarra
Marcelo Dworecki – baixo
Luca Raele – clarinete
Veridiana Oliveira – violino
Alexandre Brito – violino
Márcio Eli Junior – viola
Yaniel Matos – violoncello
Marcelo Cabral – aranjo de cordas e regência
Beto Montag – vibrafone
Guilherme Kastrup – percussão

cantores:
Pipo Pegoraro, Rômulo Fróes, Xênia França, Filipe Catto, Luz Marina

Taxi imã – lançado dia 13 de novembro de 2011 (YB music)

define o co-produtor do disco Bruno Morais:
” Taxi imã é um disco que pode ser ouvido como se assiste um filme, uma aventura
ou um sonho romântico lisérgico. É como se dentro de um sonho, Pipo fosse
um taxista mágico que nos leva para uma espécie de viagem ao mundo em
aproximadamente 50 minutos. Essa viagem se projeta nos arranjos e nas canções
muito influenciadas pela música brasileira. Os acordes se transformam em mundos
imaginados, idealizados de maneira espontânea, engenhosa e coletiva por Pipo,
por mim e mais outros vinte e poucos músicos, artistas e colaboradores neste
disco-imã”

produzido por Bruno Morais e Pipo Pegoraro entre junho de 2010 a junho de 2011
gravado no estúdio Traquitana por Décio 7, Cris Scabello e Pipo Pegoraro
gravado no estúdio Minduka por Bruno Buarque
gravado no estúdio Querosene por Pipo Pegoraro, Bruno Morais e Blubell
gravado e editado no estúdio Toca do Tatu por Guilherme Kastrup
mixado na YB Music por Carlos”Cacá” Lima
masterizado na YB por Carlos “Cacá” Lima
label manager: Allana Morais
projeto gráfico e arte: Marcelo Barros
fotos: Diana Basei

Intro – lançado no dia 12 de junho de 2008
Produzido, gravado e mixado por Pipo Pegoraro
Masterizado por Adonias Junior
Fotos por Diana Basei
Direção de arte e Projeto gráfico Marcelo Barros
Todas as faixas desse álbum foram escritas, compostas e interpretadas por Pipo Pegoraro,
exceto a faixa Non Sense, letra escrita por Pipo Pegoraro e Cassio Carvalho

1 Vinheta
(crianças do prédio da Carol)
2 Varal
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, violão, programações
Bruno Serroni: violoncello
3 Butiquim
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, guitarra, rhodes
Daniel Gralha: trompete
4 Non Sense
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, violão nylon, orgão, programações
Cassio Carvalho: voz Daniel Gralha: trompete
5 Me despeço
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, violão nylon, orgão, programações
6 Around me
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, escaleta, violão nylon, rhodes, programações
Aildes Pegoraro: poesia
7 Bicicletas
Pipo Pegoraro: voz, bateria, violão, programações, synths
8 Why
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, guitarra, rhodes, programações
9 Vou
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, escaleta, violão nylon, rhodes, programações
Ícaro P. Barbosa: vozes
Iago P. Barbosa: vozes
10 When you walk
Pipo Pegoraro: voz, bateria, baixo, violões, orgão, programações
Nelsinho Black: scratchs
11 Sorriso
Pipo Pegoraro: voz, bateria, flauta doce, baixo, guitarra, synths, programações 


Duplo território – lançamento dia 01 de junho de 2009
trilha sonora original para o documentário de Rogério Corrêa

composição e produção Pipo Pegoraro
músicos convidados:
Daniel Gralha: Trompete e Flughelhorn
Chico Corrêa: Sintetizadores, efeitos e samplers