VERTENTES

Possue três indicações ao Latin Grammys

Xênia de Xênia França – MELHOR ÁLBUM DE POP CONTEMPORÂNEO EM LÍNGUA PORTUGUESA 2018

Xênia de Xênia França – MELHOR CANÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA “Pra que me chamas?” 2018

Ascensão de Serena Assumpção  –  MELHOR ÁLBUM DE RAIZES BRASILEIRAS 2017

 

Pipo já colaborou artisticamente e ou tecnicamente para vários artistas:

Xênia França

Serena Assumpção

Péricles Cavalcanti 

Canções velhas para embrulhar peixes

Beto Montag 

Roberta Estrela D’alva

Aláfia

Cia 8 Nova Dança

Ju Pat

Balangandança Cia

Buno Morais

Romulo Fróes

Gavi

Núcleo Bartolomeu de Depoimentos

Filipe Catto

Lavoura

Silvia Tape

Strombólica

Bixiga 70

Mercado de Peixe

Cris Meirelles

Dani Turchetto

Tupimasala

Cássio Carvalho

Tika

Andrea Drigo 

Cultura Livre – TV Cultura

e outros artistas

Participou das três primeiras edições do programa Cantoras do Brasil,

como músico e arranjador, acompanhando nomes como: 

Tulipa Ruiz

Luisa Maita

Céu

Roberta Sá

Alice Caymmi

Mariana Aydar

Blubell

Mallu Magalhães

Mahmundi

Gaby Amarantos 

e grande elenco.

Na área cinematográfica, sua música aparece nas trilhas de séries e filmes, entre eles:

#QT1MA – Quero ter um milhão de amigos – série (2016)

Transpatagônia de Guilherme Cavallari (2015)

Califórnia de Marina Person (2015)

Perus – Uma história de ferro, cimento e amor de Rogério Corrêa (2011)

Recipe por Love de Chauncey Wales – USA (2011)

História da moda no Brasil documentário de Luís André do Prado e Tatiana Lohmann (2010)

No olho da Rua de Rogério Corrêa (2010)

Duplo Território de Rogério Corrêa(2009)

Matérias e textos sobre o trabalho de Pipo

Comando Estelar por Fabiano Alcântara

Mergulhar Mergulhei por Bruno Morais

Mergulhar Mergulhei por Cleber Facchi 

Taxi imã por Luiz Galvão

Cada tempo em seu lugar por Márcio Bulk

O Mergulho de Pipo Pegoraro por Alexandre Matias